Enquanto falta dinheiro para pagar as diárias das praças da PMMG, o Chefe do Estado-Maior recebe quase 13 mil reais para viajar para os Estados Unidos

 HSM0050O Chefe do Estado-Maior da Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG), Coronel André Agostinho Leão de Oliveira, viajou para o Texas, nos Estados Unidos, no período de 9 a 14 de julho, recebendo, com ônus total para a instituição, vencimento, diárias e passagens áreas. Apenas este ano, ele já recebeu quase R$29 mil em diárias. Em 2015 e 2016, os valores embolsados pelo Coronel chega a quase R$78 mil, o que totaliza, até o presente momento, mais de R$106 mil.

Enquanto gasta R$12.887,88 com diárias do Chefe do Estado-Maior para participar de palestra nos Estados Unidos, o Governo do Estado afirma que não tem verba para realizar o pagamento das ajudas de custo, diferenças de promoção, férias prêmio e diárias das praças da Polícia Militar.

Segundo denúncias encaminhadas ao deputado Sargento Rodrigues, durante festividades em Janaúba, no norte de Minas, entre os dias 02 a 11/06/2017, os sargentos, cabos e soldados receberam, a título de diária, por cinco dias trabalhados, valores correspondentes a R$67,00, R$43,00 e R$37,09, respectivamente. No entanto, um soldado, no início de carreira, deveria receber R$136,60 por dia e por cinco dias, R$683,00. Porém, pelos cinco dias trabalhados em Janaúba, os soldados escalados receberam apenas R$37,09.

Outro fato é que no carnaval de 2016, policiais militares escalados para trabalhar nas cidades de Mariana, Ouro Preto e Diamantina receberam apenas “meia PA”, também por cinco dias trabalhados, e ainda dormiram em salas de aula. Já o ex-Comandante Geral da PMMG, Marco Antônio Badaró Bianchini, em 21 meses, recebeu mais de R$100 mil em diárias.

De acordo com o deputado Sargento Rodrigues, é inadmissível que o Governo do Estado pague diárias absurdas para os seus preferidos e deixe de pagar para as praças da PMMG. “O mais absurdo é que há, por parte do Governo do Estado, duas formas em administrar o dinheiro público: para os amigos, o pagamento imediato de diárias, mas para os demais, o Governo não tem dinheiro. Isso é um absurdo! Não podemos aceitar!”, afirmou.

Conforme publicado no Jornal O TEMPO, no dia 17/4/2017, o Governo gastou mais de R$400 mil para atender demandas dos palácios Tiradentes, Liberdade e Mangabeiras, comprando frutas, legumes, verduras, flores comestíveis, ovos, bacalhau, filés de salmão e camarão GGG. Já o Portal UOL publicou no dia 3/6/2017, que o Governo de Pimentel gastou R$900 mil com 28 tipos de queijos e requeijões nacionais e importados, presunto parma, salames, camarão rosa e GGG, vinho branco chileno, cerveja belga e energéticos. Além desses gastos com luxo, o Governo que não possui verba para realizar o pagamento integral de 157 mil servidores, gasta mais de R$100 milhões com propaganda oficial.

Cliquei aqui e leia o Boletim Geral da Polícia Militar (BGPM) que publicou a viagem.

NOTÍCIAS IMPORTANTES