Deputados governistas se unem para derrotar requerimentos na Comissão de Segurança Pública

GUILHERME BERGAMINI COMISSAO1Mais uma vez, como aconteceu na semana passada na Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), os parlamentares da base de governo reprovaram quase todos os requerimentos propostos na reunião. O deputado Sargento Rodrigues teve quase todos os seus requerimentos rejeitados, e o articulador para derrotar requerimentos importantes de autoria de Rodrigues foi o deputado peemedebista Cabo Júlio.

“Eles derrotam requerimentos da comissão de segurança pública para evitar atos ou qualquer outra coisa que possa fiscalizar o governo do estado”, disse o deputado Sargento Rodrigues.

Entre os requerimentos rejeitados estava da convocação do Chefe da Polícia Civil de Minas Gerais que editou a instrução normativa, orientando os policiais civis sobre os procedimentos relativos ao TCO e contraria a Lei Estadual 22.257/2016, além de afrontar o aviso conjunto nº 02/2017 do Presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais e do Corregedor-Geral de Justiça do Estado. A lei recomenda todos os magistrados mineiros que os TCO's lavrados pelos policiais militares sejam registrados, autuados e distribuídos perante o juiz competente.

Também foi reprovado o requerimento que requer investigação de abuso de autoridade e assédio moral e perseguição por parte de diretores de penitenciarias em desfavor de agentes penitenciários e socioeducativos, nas cidades de Pirapora, Nanuque e Teófilo Otoni.

Outro requerimento importante do deputado Sargento Rodrigues que também foi rejeitado com o apoio do Deputado Cabo Júlio, foi o pedido de audiência pública no município de Itaobim para tratar das explosões de caixas eletrônicos e ataques aos quartéis nas cidades de Padre Paraíso, Coronel Murta, Medina, Coronel Murta e Águas Vermelhas, por quadrilhas fortemente armadas. A não aprovação deste requerimento, não permite que a comissão vá até o município e pressione o comando da Polícia Militar e da Polícia Civil a dar melhores condições de trabalho, de logísticas para fazer o enfrentamento das quadrilhas que se organizaram para os ataques na região do Vale do Jequitinhonha.

O deputado do PMDB, Cabo Júlio garantiu que continuará votando contra os requerimentos na Comissão de Segurança Pública. “A base de governo vai rejeitar todos”, afirmou Cabo Júlio.

Foto: Guilherme Bergamini/ALMG

NOTÍCIAS IMPORTANTES